Entrevistas

Ressonância magnética é importante “no diagnóstico e na decisão clínica” em cardiopatias congénitas

27 Abr. 2019

Com uma “parte teórica muito abrangente e uma parte prática que permitiu aos inscritos analisar e interpretar casos clínicos selecionados”, decorreu o curso pré-CPC 2019 subordinado ao tema “Ressonância magnética nas cardiopatias congénitas”. Nas palavras da Prof.ª Doutora Ana G. Almeida, responsável pela sua organização, esta é uma “nova área de trabalho, na qual ainda poucos sabem trabalhar em profundidade”. Em entrevista ao My Cardiologia, a especialista efetua um balanço da formação, que gerou “muita discussão e muito interesse”. Assista ao vídeo.

 

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Apoio

Jaba RecordatiMylan